Pirelli anuncia fechamento de unidade em Gravataí e transferência da produção de pneus de moto para SP

Conforme nota divulgada pela empresa, processo deve ser concluído até a metade de 2021. Empresa italiana emprega 900 funcionários em Gravataí

A Pirelli anunciou nesta segunda-feira (13) o fechamento de sua planta em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com comunicado enviado pela empresa, a produção de pneus de moto que está há mais de 40 anos no Rio Grande do Sul será transferida para Campinas (SP). O processo deve ser concluído até 2021.

CAtualmente, a unidade gaúcha emprega 900 funcionários. Segundo nota enviada pela Pirelli, “medidas serão tomadas em conjunto com o sindicato para mitigar os impactos sociais resultantes da transferência da produção de pneus de moto para Campinas”.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Artefatos de Borracha do município, Flávio de Quadros, diz que foi pego de surpresa pela notícia e que vai buscar reverter a situação.

“Diretores informaram a intenção deles de encerrar as atividades em 24 meses. A gente ainda vai aguardar um comunicado de forma oficial. A gente vai buscar autoridades locais para tentar a reversão do quadro. A gente vai lutar pela manutenção dos empregos”, garante o presidente.

Segundo ele, além dos 900 empregos diretos, a empresa gera outros 300 indiretos.

A Pirelli alega que a reorganização busca, especialmente, o fortalecimento da fábrica de Campinas, que atualmente concentra exclusivamente a produção de pneus para carros, e que a medida permitirá a contratação de aproximadamente 300 pessoas até 2022. A empresa possui ainda uma fábrica em Feira de Santana (Bahia).

Rua Abolição 399/405, Bela Vista - São Paulo

E-mail: sintrabor@sintrabor.org.br

Telefone: 3292-6100